Pesquisar neste blogue

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Hoje, dia 30 de Outubro, comemora-se o Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama.

Hoje, dia 30 de Outubro, comemora-se o Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama.


Todos os anos são detectados cerca de seis mil novos casos com tumor mamário em Portugal. E, todos os anos também, 1500 mulheres morrem com esta doença. Todos os dias surgem 11 novos casos, a grande maioria em mulheres.
A prevenção pode combater este número.
A investigação científica também.
A prevenção é fundamental, no entanto a hereditariedade ainda é apontada como um factor de risco no aparecimento desta patologia. Cinco a 10% dos cancros da mama diagnosticados apresentam características genéticas e hereditárias.
Para a detecção precoce do cancro da mama, é geralmente recomendado que:

- A partir de uma determinada idade, que deve estar entre os 40 e os 50 anos, as mulheres devem fazer uma mamografia anual ou em cada dois anos.  Não há consenso quanto à idade recomendada para início nem quanto à periocidade, esse marco deve ser decidido caso a caso com o seu médico.
A mamografia permite visualizar nódulos na mama, antes que este possa ser sentido ou palpado pela mulher, bem como eventuais microcalcificações. Com base no resultado da mamografia, o médico, pode pedir que a mesma seja repetida e se necessário solicitar uma biopsia mamária.
Para além da mamografia, as medidas de detecção precoce da doença incluem ainda o auto-exame da mama e o exame clínico da mama efectuado pelo seu médico.

- O auto-exame da mama deve ser feito uma vez por mês, sendo a melhor altura a semana a seguir ao período menstrual. A mulher deverá ter em linha de conta que as mamas não são iguais e que podem surgir alterações devido a diversos factores, como é o caso a idade, a toma de pílulas anticoncepcionais, os ciclos menstruais, a gravidez ou a menopausa.




Se no seu auto-exame a mulher detectar algo pouco usual, deve sempre entrar em contacto com o médico logo que possível.

- No que respeita ao exame clínico da mama, o médico procede à palpação das mamas para procurar alterações e/ou nódulos ou outros sinais da doença, em diferentes posições: de pé, sentada e deitada. O médico pode pedir que a mulher levante os braços acima da cabeça, que os deixe caídos ou que faça força com as mãos contra as coxas.

NUNCA É DEMAIS FALAR E SENSIBILIZAR SOBRE ESTE ASSUNTO

Fonte : internet