Pesquisar neste blogue

terça-feira, 29 de agosto de 2017

No dia em que eu partir

No dia em que eu partir, não lamentarei nada do que não vivi. Se não o vivi, como poderia lamentá-lo?
Como saber se seria bom ou mau? Se não vivi, foi porque não era para viver, pelo menos nesta vida.
Agradecerei por tudo o que vivi, por todos os que amei.
Não, não lamentarei o que não fiz. Agradecerei pelo que fiz, pelas decisões que tomei.
No dia em que eu partir, quero sentir-me plena de gratidão por ter sido tão amada e pelo tanto que amei.
Por todas as lágrimas que chorei e por todos os risos que dei.
Nenhum abraço se terá perdido, no dia em que eu partir. Nenhum beijo terá ficado por dar, nenhum amor terá ficado por acontecer.
Tudo acontece quando tem de acontecer e é isso que acontecerá no dia em que eu partir.


autoria :
Ana Silvestre
https://www.facebook.com/eusabiaestavaescrito/ )

Sem comentários:

Enviar um comentário

obrigada pelo comentário