Pesquisar neste blogue

domingo, 20 de agosto de 2017

CARTA AO MEU AMOR




Dia 27 de Maio de 2014 escrevi esta carta ao meu amor...ele nunca chegou a lê la,mas na altura senti necessidade de escrever, para conseguir continuar...a separação estava ainda muito fresca,ainda julgava que não iria saber viver sem ele... E,tcharan tcharan, sobrevivi !!! É possível viver depois de amar tanto. Doeu muito,mas a dor vai passando, vamos nos habituando à ausência daquela pessoa que era o ar que respiramos...
Resultado de imagem para carta ao meu amorE hoje andava a vasculhar o meu passado e reencontrei esta carta,decidi partilhar convosco.Embora não tenha sido escrito por mim, é tudo o que me ia na alma e no coração...senti que eram as palavras que eu lhe queria dizer...


CARTA AO MEU AMOR (com este desabafo espero ser a última vez que falo em ti) :
Coração partido
Foste chegando de mansinho
Com jeitinho meigo e muito carente
palavras doces e um olhar envolvente.
Eras o homem perfeito
O homem dos meus sonhos.
Ouvi da tua boca palavras que eu
jamais ouvira de outro alguém.
Senti me amada, desejada
como nenhuma outra mulher.
Fizeste me acreditar no amor puro e verdadeiro
fizeste me sentir segura, sem medo de ser feliz
Acabei me entregando a esse amor
Uma entrega de corpo e alma.
Já não me importava com o mundo lá fora
pois meu mundo eras TU
Meu amor era puro e incondicional
Mas como tudo na vida passa
acordei desse sonho que parecia lindo.
Percebi que estava a viver um pesadelo
Não estava a ser amada, e sim usada
que não era desejada, e sim dominada
Entendi que tudo não passou de palavras.
Palavras que não me levaram a lugar nenhum
apenas para um mundo de incertezas
No peito fiquei com um vazio profundo
e uma grande desilusão e tristeza.
O sonho acabou!
Vivi de mentirosas juras de amor eterno
de promessas sem nexos que jamais foram cumpridas.
Hoje resta-me apenas uma companheira
chamada solidão
juntamente com a certeza que te amei
entreguei me e acreditei.

( desconheço autor )


Sem comentários:

Enviar um comentário

obrigada pelo comentário