Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Amanhã não estarei aqui, meu amor

Amanhã não estarei aqui, meu amor. Sei-o bem e tu também. Amanhã, quando já cá não estiver, cumprirei o que sempre te prometi: ser teu para sempre. Quando nasci deram-me vida, mas só quando te conheci é que comecei a viver. E amanhã, quando deixar de o fazer, deixo também a certeza de que se algum dia tive a honra de viver foi porque tu viveste também... comigo. Amanhã, certamente amanhã, agarrarei no teu amor e abandonarei o meu corpo, com a certeza de que com ele viverei para sempre. A ti, meu amor, peço-te somente que me guardes num cantinho do teu coração e que voltes a amar, que voltes a sonhar e a viver. E eu, prometo, esteja onde estiver, irei continuar a amar-te, porque amar-te... não exige sequer o mesmo mundo.


Sem comentários:

Enviar um comentário

obrigada pelo comentário