Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Gestão de tempo nas crianças

Gestão de tempo nas crianças
“Tempo é o que fazemos com ele” era o slogan de campanha de uma marca de relógios.
Reforça em si a ideia de que a forma como sentimos a passagem do tempo está ligada à forma como o vivemos. Por isso, há horas que parecem minutos e minutos que parecem horas.Nas crianças não é exceção. Os seus horários são cada vez mais preenchidos e não há tempo a perder. É a correria matinal, a escola, os trabalhos de casa, o ballet, a natação, a catequese, o teste do dia seguinte, as longas horas de trabalho dos pais… e as discussões familiares no final de cada dia.
- Como conseguir fazer tudo no tempo pretendido com o nível de qualidade desejado?
 Gerir o tempo com qualidade não nasce connosco. É uma competência aprendida que determina em muito a qualidade do nosso desempenho diário, quer seja na escola, no emprego ou mesmo na nossa vida pessoal. E se assim é, então há estratégias que podem ser colocadas em prática, todos os dias, e com os seus filhos, para que também eles um dia se tornem adultos mais capazes de gerir a sua vida.
 A noção de tempo é desenvolvida logo nos primeiros anos com a existência de rotinas diárias. Crianças com 2/ 3 anos vivem maioritariamente no momento presente daí que tenham tão pouca paciência para esperar. Aos 5/ 6 anos já há uma noção de passado, presente e futuro e a capacidade de diferenciar limites temporais como “na semana passada” ou “há muito tempo atrás”. Dos 7 aos 10 anos já está desenvolvida a capacidade de utilizar relógios e calendários.
 Neste sentido, como desenvolver nos seus filhos a capacidade de gerirem o seu tempo?
 1. Atue como exemplo: As crianças fazem aquilo que vêem fazer. Em primeiro lugar, é necessário decidir de que forma quer organizar a sua casa e colocar em a sua decisão em prática. Se todos os dias sair atrasada para o trabalho, se deixar a sua roupa espalhada e se andar a correr pela casa à procura das chaves, é muito provável que o seu filho tenha comportamentos semelhantes em relação às suas coisas;
 2. Comece cedo: Quanto mais cedo tornar a gestão de tempo uma prática familiar, com mais naturalidade os seus filhos aprenderão a fazê-lo. “Será que és capaz de arrumar esses brinquedos enquanto lavo a loiça?”, “tens a festa do Sebastião e a do André à mesma hora. Como fazemos?”, “este ano só poderás fazer o judo ou ir ao futebol. Qual das duas preferes?”;
 3. Escolha criteriosamente as atividades em que o seu filho estará envolvido: é importante que também conserve tempo para estudar e para brincar. Inscrevê-lo em demasiadas atividades coloca-o num modo de “super-funcionamento” mais próprio de um adulto do que uma criança;
 4. Ofereça um calendário a cada um dos seus filhos: deverá ter espaço suficiente para escrever e devem constar todas as suas responsabilidades – período escolar, atividades, hora do estudo. Pode ainda criar um código de cor em que cada atividade tem a sua própria cor. Deste modo, todos os compromissos relacionados com cada atividade serão registo com cor própria;
 5. Defina o local próprio para cada coisa: uma caixa para os carrinhos, outra para os lápis e canetas, etc. Em cada caixa escreva o nome do que deverá conter ou, no caso de crianças mais pequenas, cole imagens. Tenha uma caixa, não muito grande, para todos os brinquedos que não sejam de um tipo específico. Desta forma, todos saberão onde arrumar o quê;
 6.Recompense! Se o seu filho cumpre o calendário 1 semana seguida recompense-o. Tenha em atenção que as crianças são particularmente sensíveis às recompensas em forma de tempo passado com os pais. O seu filho deverá compreender claramente que aquele passeio de bicicleta ou aquele jogo de futebol aconteceu porque cumpriu com as suas responsabilidades.
 Lembre-se que, como em todas as tarefas enquanto pai, vai levar o seu tempo. Premeie os pequenos passos e mantenha-se ativo neste plano, não desistindo com as muitas dificuldades que surgirão no caminho.

Claudia Pedro  ( Psicóloga )          

1 comentário:

obrigada pelo comentário