Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Resiliência

O amor é uma questão de tempo

SOLIDÃO


Foto de Delta Ebro.

SOLIDÃO
É esta uma solidão selada em ilhas de mim sem o rito do encanto,
porque alguém se perde nas sinuosas barreiras do corpo e
da mente algures num desconhecido que não sabe escavar.
O coração ressente-se e passeia magoado e pulsante para não
fenecer de tristeza e o incêndio propaga-se gelado-quem me
não sente logo jamais vai sentir porque se fechou e a porta
bateu seca nas minhas mãos.Onde paira o romance?Quem sabe
vivê-lo sem medo? a envolvência é um quesito, como despertá-lo
em quem vê a morte todos dias ou se sente meio vivo...agora só
tu quebras este frio porque és a beleza que me navega o sonho.
Fica comigo com a tua admiração dentro da poesia
e continua a ver-me bonita e cheia de promessas
num futuro que não vejo porque o vivo assim,
despojado de tudo.
Entre as formas de um personagem eu pressinto
o vazio,ou o tédio aquele que não vou abarcar
e temo por mim porque me dói a pele e a alma expostas à intempérie
de quem não se encontra feliz sendo eu tão intensa sem certeza
alguma nos bolsos e nos olhos que se fecham encadeados em mim,
viro as costas e num silêncio dorido adormeço e sonho sonho.
O sonho mais bonito és tu que és real mas vives a tua vida e
eu não caibo lá,como te compreendo devemos agarrar o amor sem
ferir e não perder as mãos por transitar o perigo,fica assim eu
gosto dessa pureza rara que me faz amar-te mais.
Estou só comigo, mas estou só sim e nos espelhos os meus olhos
reflectem essa tristeza já antiga,ah eu não soçobro enredo-me
nas palavras e invento o teu amor decorado de areais e mar
tropical,aí mesmo desvendo os frutos e saboreio o prazer
e sou feliz nesse murmúrio escrito,apago a solidão e
acendo o fogo da paixão contínua e guardo-te
bem dentro da imaginação invento o amor
meu amor sem solidão só ascensão.
Deito-me contigo sem saberes
beijo-te, abraço-te sou além.
Cassandra Alpoim
In Demorações

Nega-me o pão....






Nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
porque então morreria.
Pablo Neruda                                                     

Teus sinais Me confundem

















Teus sinais
Me confundem
Da cabeça aos pés
Mas por dentro
Eu te devoro,
Teu olhar
Não me diz exato
Quem tu és
Mesmo assim
Eu te devoro...

( desconheço autor )

terça-feira, 28 de abril de 2015

A EX-FUTURA ESPOSA DECIDIU MANDÁ-LO À ********** !!

O noivo escreveu um poema para noiva um pouco antes do casamento:

Que feliz sou, meu amor!
Domingo estaremos casados,
O café da manhã na cama,
Um bom sumo e pães torrados

Com ovos bem mexidinhos
Antes de ir pro trabalho
Tudo pronto bem cedinho
Pra inda ires ao mercado

Depois regressas a casa
Rapidinho arrumas tudo
E corres pro teu trabalho
Para começares o teu turno

Tu sabes bem que, de noite
Gosto de jantar bem cedo
De te ver toda bonita
Com sorriso lerdo e querido

Pela noite mini-séries
Cineminhas dos baratos
E nada, nada de shoppings
Nem de restaurantes caros

E vais cozinhar pra mim
Comidinhas bem caseiras
Pois não sou dessas pessoas
Que só comem baboseiras...

Já pensaste minha querida
Que dias gloriosos?
Não te esqueças, meu amor
Quem breve seremos esposos!

Como resposta, a noiva escreveu um poema para o noivo

Que sincero meu amor!
Que linguagem bem usada!
Esperas tanto de mim
Que me sinto intimidada

Não sei de ovos mexidos
Como tua mãe adorada,
Meu pão torrado se queima                                                    
                                                                           
De cozinha não sei nada!

Gosto muito de dormir
Até tarde, relaxada
Ir ao shopping fazer compras
de Visa, tarjeta dourada

Sair com minhas amigas,
Comprar roupa da melhor
Sapatos só exclusivos
E as lingeries pro amor

Pensa bem... ainda há tempo
A igreja não está paga
Eu devolvo o meu vestido
E tu o fraque de gala

E domingo bem cedinho
Em vez de andar aos "PAIS",
Ponho aviso no jornal
Com letras bem garrafais:

*HOMEM JOVEM E BONITO
PROCURA ESCRAVA BEM LERDA
PORQUE A EX-FUTURA ESPOSA
DECIDIU MANDÁ-LO À MERDA!*****

Ela e ele... ele e ela...

Ela e ele... ele e ela...
Ela era, de todas,
a mais bela!
Era aquela
que todas queriam ser,
caminhava
como uma gazela
e era bela sem o saber…

Ele era o centro
de toda a atenção!
Ele e o seu violão
era o que todos queriam ser,
musicando
tocava o coração
e era belo sem o saber…

Ela e ele,
ele e ela,
os dois juntos num momento!
Ela era aguarela,
ele era o sentimento,
ele tocava o violão
e ela era a sua canção…

Hoje ele não sabe dela,
hoje ela não sabe dele.
Ficou a memória bela,
do romance, diadema,
da saudade e emoção,
pois ela é o seu poema
e ele é boa recordação…

Ela e ele,
ele e ela!
No violão dele,
em poema, ficou ela;
nos olhos dela,
em poema, ficou ele!

Vitor. C



PREVENIR A PEDÓFILIA

PREVENIR A PEDÓFILIA
VIDEO PARA MOSTRAR ÀS CRIANÇAS

ELAS VÃO ENTENDER ...


https://www.facebook.com/RiseupPortugal/videos/vb.435456119811173/212743972194820/?type=3&theater

FIM....


Que lindo e cativante sorriso.

Que lindo e cativante sorriso.
O sorriso de uma mulher é o
espelho de sua alma.
Perfeito!!!
O que seria de nós sem essa
magnitude que denominamos
MULHER.
Uma coisa é certa, o mundo
seria IMPERFEITO.
Não importa ser: feia ou bonita,
magra ou gorda....religião, cor.
Nada importa...nada.
É importante ser MULHER.
Doçura única....
Maravilhosa....

Wolf Solitary


Minha Doce Loba....

Não....Não.
Porque não te esqueço.
Porque não consigo calar
os meus pensamentos que
teimam em te procurar.
Essa lâmina chamada
saudade sangra meu
coração que no ardor do
sofrimento chama por te,
implora por te.
Preciso de te.
Minha Doce Loba....

Wolf Solitary