Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 26 de março de 2015

Prendes-me?

Prendes-me desde o primeiro minuto. Prendes-me com o teu olhar. Prendes-me com o teu abraço que me envolve numa calma absoluta. Prendes-me com as mãos que me percorrem a cara e o cabelo e me fazem sentir em paz e bem comigo mesmo. Prendes-me porque me deixas ser eu e me deixas prender-te com o que sinto por ti.
Prendes-me porque me deixas a liberdade de ir. Mas eu não quero ir.
Diz-me para ficar contigo.
Prendes-me?


Páscoa

Páscoa ou Domingo da Ressurreição é um festival e um feriado que celebra a ressurreição de Jesus ocorrida três dias depois da sua crucificação no Calvário, conforme o relato do Novo Testamento . É a principal celebração do ano litúrgico cristão e também a mais antiga e importante festa cristã. A data da Páscoa determina todas as demais datas das festas móveis cristãs, com exceção às relacionadas ao Advento . O domingo de Páscoa marca o ápice da Paixão de Cristo e é precedido pela Quaresma, um período de quarenta dias de jejum, orações e penitências.
A última semana da Quaresma é chamada de Semana Santa, que contém o chamado Tríduo Pascal, incluindo a Quinta-Feira Santa, que comemora a Última Ceia e a cerimônia do Lava pés que a precedeu e também a Sexta-Feira Santa, que relembra a crucificação e morte de Jesus. A Páscoa é seguida por um período de cinquenta dias chamado Época da Páscoa que se estende até o Domingo de Pentecostes.
A Páscoa é uma festa móvel, o que significa que sua data não é fixa em relação ao calendário civil. O Primeiro Concílio de Niceia (325) estabeleceu a data da Páscoa como sendo o primeiro domingo depois da lua cheia após o início do equinócio vernal (a chamada lua cheia pascal) . Do ponto de vista eclesiástico, o equinócio vernal acontece em 21 de março (embora ocorra no dia 20 de março na maioria dos anos do ponto de vista astronômico) e a "lua cheia" não ocorre necessariamente na data correta astronômica. Por isso, a data da Páscoa varia entre 22 de março e 25 de abril (inclusive). Os cristãos orientais baseiam seus cálculos no calendário juliano, cuja data de 21 de março corresponde, no século XXI, ao dia 3 de abril no calendário gregoriano utilizado no ocidente. Por conseguinte, a Páscoa no oriente varia entre 4 de abril e 8 de maio inclusive.
A Páscoa cristã está ligada à Páscoa judaica pela data e também por muitos dos seus simbolismos centrais. Ao contrário do inglês, que tem duas palavras distintas para as duas festas (Easter e Passover respectivamente), em português e em muitas outras línguas as duas são chamadas pelo mesmo nome ou nomes muito similares. Os costumes pascais variam bastante entre os cristãos do mundo inteiro e incluem missas matinais, a troca do cumprimento pascal e de ovos de Páscoa, que eram, originalmente, um símbolo do túmulo vazio. Muitos outros costumes passaram a ser associados à Páscoa e são observados por cristãos e não-cristãos, como a caça aos ovos, o coelho da Páscoa e a Parada da Páscoa. Há também uma grande quantidade de pratos típicos ligados à Pascoa e que variam de região para região.



Celebrações pelo mundo
Diversas tradições não cristãs sobre a Páscoa foram adotadas por cristãos durante os séculos, inclusive as caçadas, a história do coelho da Páscoa e os ovos de chocolate.
Em países onde o cristianismo é uma religião estatal ou nos quais há uma grande população cristã, a Páscoa é geralmente um feriado nacional. Como ela cai sempre num domingo, muitos países também fazem da segunda-feira seguinte um feriado também. Algumas lojas, shoppings e restaurantes também fecham neste dia. A Sexta-Feira Santa, que ocorre dois dias antes do Domingo de Páscoa, é também um feriado em muitos países. É também feriado em doze estados norte-americanos e, naqueles onde não é, muitas instituições financeiras, as bolsas de valores e as escolas públicas fecham. Entre os bancos que normalmente abrem aos domingos funcionam na Páscoa. A data é comemorada em muitos lugares com paradas e procissões, sendo a Parada de Nova Iorque a mais conhecida .
Na Escandinávia, a Sexta-Feira Santa, o Domingo e a Segunda de Páscoa são feriados , e os dois primeiros são também feriados bancários . Para a maior parte do comércio, são dias de folga também, exceção feita apenas aos shoppings, que geralmente abrem por meio período. Muitos empresários dão aos funcionários quase uma semana de folga, a chamada "Folga de Páscoa" .
Na Comunidade das Nações, a Páscoa raramente é considerada um feriado, assim como todas as demais celebrações que caem num domingo. No Reino Unido, tanto a sexta quanto a segunda são feriados bancários. Contudo, no Canadá, o Domingo de Páscoa é feriado, assim como a segunda-feira seguinte. Na província de Quebec, tanto a sexta quanto a segunda são feriados facultativos, mas a maior parte das empresas concede os dois aos funcionários.



Ovos de Páscoa
Ovos de Páscoa são ovos especialmente decorados trocados como presentes para celebrar o feriado da Páscoa. A tradição mais antiga consiste em utilizar ovos de galinha tingidos e depois pintados, mas o costume moderno consiste em trocar ovos de chocolate.
Coelho da Páscoa
O coelho da Páscoa é um popular personagem lendário de características antropomórficas que distribui presentes análogo ao Papai Noel em muitas culturas. Nos Estados Unidos, o presidente realiza um caça aos ovos anual nos jardins da Casa Branca para crianças pequenas .



terça-feira, 24 de março de 2015

Coisas que a vida ensina depois dos 40




O amor só se ensina uma vez.



“Eu saberia enlear-te em mim: nos meus dedos e na minha vida. Saberia proferir o golpe de asa que te deixasse caída, aos meus pés, no chão. Saberia. Beijar-te, com ou sem palavras, e atiçar-te até o segundo insuportável da paixão. Saberia. Marcar-te. Deixar saudade. Anunciar-me devagarinho e alojar-me para ficar. Saberia. Entregar cada centímetro de pele - e, melhor ainda, arrepiar cada contorno da tua. Saberia. Fazer crescer a criança que brinca e torná-lo no homem que ama; no homem que, desesperadamente, ama. Saberia. Ensinar-te o amor. Aquele de verdade, que não conheces. Numa valsa calma. Retribuir e surpreender, não morder a língua, mas os lábios. Saberia. Oh, é claro que sim. Despertar a fúria e preencher de sentido o desejo. Saberia: sem dó. E até saberia bem.

Mas não posso.

O amor só se ensina uma vez.”


Textos Inéditos, MICHELLE PEREIRA

quer um estendal? clique,espreite e compre

http://www.4woman.eu/produto/207-estendal-el%C3%A9trico

quer um estendal? clique,espreite e compre

http://www.stock-off.com/produto/207-estendal-el%C3%A9trico