Pesquisar neste blogue

terça-feira, 28 de abril de 2015

Ela e ele... ele e ela...

Ela e ele... ele e ela...
Ela era, de todas,
a mais bela!
Era aquela
que todas queriam ser,
caminhava
como uma gazela
e era bela sem o saber…

Ele era o centro
de toda a atenção!
Ele e o seu violão
era o que todos queriam ser,
musicando
tocava o coração
e era belo sem o saber…

Ela e ele,
ele e ela,
os dois juntos num momento!
Ela era aguarela,
ele era o sentimento,
ele tocava o violão
e ela era a sua canção…

Hoje ele não sabe dela,
hoje ela não sabe dele.
Ficou a memória bela,
do romance, diadema,
da saudade e emoção,
pois ela é o seu poema
e ele é boa recordação…

Ela e ele,
ele e ela!
No violão dele,
em poema, ficou ela;
nos olhos dela,
em poema, ficou ele!

Vitor. C



Sem comentários:

Enviar um comentário

obrigada pelo comentário :-)