Pesquisar neste blogue

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Ama-te profundamente.

Ama-te profundamente.
Ama-te sem espaço para te depreciares, ou para te amares falsamente segundo uma qualquer condição.
Ama-te sem limites, na tua pele imperfeita, nos teus erros sucessivos, nas tuas falhas eternas, nos teus compromissos inadiáveis, nas tuas conquistas presentes, na vida que vives uma única vez.
Ama-te e quebra todos as mordaças que te prendem aos medos imaginados, que te enterram naquilo que não és, mas acreditas ser.
Ama-te sempre mais que a qualquer palavra vinda de fora de ti. Não és aquilo que te dizem que és, és aquilo que vives, as palavras que alimentas, e o que queres ver singrar em ti.
Ama-te com toda a tua força e com todo o teu esplendor.
Ama-te sem a necessidade de te sentires mais importante que alguém, mas também, sem que ninguém te diga a tua real importância.
Ouve-te, escolhe por ti, aprende com os outros, com humildade e aceitação. Perdoa todos as tentativas falhadas, todos os gritos mal dados, todos os princípios quebrados.
És imperfeita e sempre serás, mas ama-te sempre.

Diana Gaspar Duarte

Sem comentários:

Enviar um comentário

obrigada pelo comentário :-)