Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Beijo

O beijo é uma forma de diálogo...
Espetado
Estalado
De ladinho
Com carinho

Beijo de tesão
Com pressão
Ou molhado...
Com ou sem voltinha
Ao chegar na sua boca

Apaixonado
Carinhando seus lábios
Com o carinho dos meus

Beijo que arde
Com bala roubada
Beijo que morde
Beijo que amarra

Aquele que foi insinuado e não anunciado
O que foi pedido
E o que foi roubado
Beijo suado
Insinuante, beijo de amante
 
Beijo respirado
Beijo que é olhado, guloso
Tenro e macio
Beijo de amor
Beijo rasgado, mordido
Inspirado

Beijo com lambida
Beijo na ferida
Beijo de mãe
Beijo de saudade
E sem maldade

Beijo de despedida
E sem medida
Que não mata a fome
Mas que abre o apetite

Beijo que faz das palavras
Um mero detalhe
Que é trocado pelo olhar
Muito antes de beijar

http://palavrasqueocoracaosente.blogspot.com.br/

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Conselho Português de Proteção Civil - ÉBOLA

Conselho Português de Proteção Civil


Comunicado

Ébola, o plano de contigência é limitadissimo!
O Conselho Português de Proteção Civil considera a posição do Exmo Sr. Diretor Geral da Saúde, eventualmente negligente quanto ao limitadíssimo plano de contingência da Direção Geral da Saúde para um eventual surto de Ébola.
O CPPC defende que é eventualmente negligente considerar apenas que Lisboa, Porto e Coimbra tenham uma ambulância com tripulação "muito bem preparada" para lidar com casos suspeitos de Ébola, em especial se tivermos em conta que o Algarve também tem um aeroporto, e a proximidade com a linha de imigração ilegal do continente africano para o continente europeu.
O Conselho Português de Proteção Civil, considera que todos os profissionais de saúde, segurança e de emergência, sejam bombeiros, polícias, pessoal hospitalar, Cruz Vermelha Portuguesa, Proteção Civil, INEM, forças armadas, devem ser tecnicamente muito bem preparados e equipados para lidar com casos suspeitos de Ébola, e que no mínimo deve existir uma ambulância equipada para este efeito para cada capital de Distrito, sob pena de aumentar o risco de contágio durante o tempo de espera pela tal ambulância equipada em Lisboa, Porto ou Coimbra.
O CPPC considera ainda que este investimento nunca é exagerado, uma vez que aumenta o grau de preparação para surtos futuros, sejam eles de Ébola ou outros.
Importa ainda que exista uma campanha preventiva de esclarecimento público, semelhante à que foi realizada perante o risco de H1N1, um surto insignificante quando comparado com a quantidade de pessoas infetadas e taxa de mortalidade do Ébola.
A Direção Nacional
Carnaxide, 16 de Outubro de 2014

dia mundial da alimentação

                                                dia mundial da alimentação, sim existe


O Dia Mundial da Alimentação foi comemorado, pela primeira vez, a 16 de Outubro de 1981 e foi criado com o intuito de promover uma reflexão sobre a alimentação a nível mundial e, principalmente, sobre a fome no planeta. 33 anos depois junta-se à fome a temática da obesidade nos países desenvolvidos, principalmente infantil.

Um tema que me afeta particularmente...bullying e cyberbullying

http://centrosermais.blogs.sapo.pt/bullying-e-cyberbullying-25113

SOLIDARIEDADE


As pessoas falam que o Facebook destrói 3 coisas

As pessoas falam que o Facebook destrói 3 coisas: Namoro, amizade e humildade. Vocês estão errados, ele destrói é namoro fraco, amizade falsa e a humildade de quem nunca teve !!

por EU CITO

Quanta polémica...mas respondeu á letra!!!

Jessica Athayde foi alvo de criticas durante o desfile na moda Lisboa ,as pessoas gostam de criticar e muitas vezes criticas sem sentido e por isso a Jéssica escreveu no seu blog um artigo que devem de ler ,respondeu á letra :
http://jessyjames.pt/?p=3054

A pensar também no prazer DELES,eis alguns conselhos sobre sexo oral...


Conselhos sobre sexo oral


As mulheres cometem muitos erros quando tentam satisfazer oralmente os seus homens, nomeadamente por se concentrarem demasiado na técnica.
Quando estiver a fazer-lhe sexo oral, é melhor confiar na sua boca e língua e esquecer as técnicas que aprendeu
Esqueça os livros, confie nos seus lábios
Há milhares de livros em todo o mundo com todo o tipo de conselhos sobre o que fazer para satisfazer o seu companheiro oralmente. Já sabe a que nos referimos, sucção, língua, lábios e todas as outras abordagens que podem levar o seu homem a atingir o clímax. Há também diversos tabus, como usar os dentes ou apertar demasiado os testículos. Estas coisas supostamente assustam o homem e fazem com que este perca a erecção.
Há também truques adicionais que só as melhores amantes conhecem. Sabe, tudo isto é muito bonito, mas não a ajudam na vida real se estiver demasiado preocupada. Se está a pensar no que leu quando está a fazer-lhe sexo oral, garantidamente algo não vai correr bem. Se fizesse exactamente o que as mulheres nas fotos dos livros sobre sexo fazem, talvez seja ainda pior. Confie no seu instinto – na sua boca, língua e capacidades. Faça o que conseguir fazer e empenhe-se. A reacção do homem vai mostrar-se se está a ir bem ou não.

Esqueça a técnica e confie na sua língua
As mulheres preocupam-se demasiado com a técnica e questionam-se se estarão a fazer tudo bem, se o homem gosta do que elas estão a fazer durante o sexo oral. É por isso que não são espontâneas e não se empenham o suficiente, chegando mesmo a parecer verdadeiros robôs. Não se preocupe, este erro tem remédio. Meninas, esqueçam a técnica, as conversas com as amigas e os livros que leram. Trabalhe o pénis dele à sua maneira, para que ele gema de prazer.
Mostre-lhe que o está a fazer também por si e que simplesmente adora o sabor, o cheiro e tudo o que está relacionado com o pénis dele. Chupe, lamba o pénis, lamba os testículos, cuspa, use as mãos e o peito. E pronto. Não é necessário usar um truque ou uma técnica especial, como os livros querem fazê-la acreditar. Pense que o pénis é como uma banana, ou melhor ainda, um gelado. Tem de lambê-lo e usar os lábios. De que lhe serve a técnica se não houver espontaneidade? E de que lhe servem os truques se não souber qual a altura certa para usá-los?
O homem sente que a mulher está demasiado centrada no que aprendeu ou que ela está a fazer-lhe sexo oral apenas por ele, ou que sente que deve fazê-lo. Ele também repara que está a fazê-lo como leu nos livros, ou seja, como se estivesse a seguir instruções. Por outras palavras, não se preocupe demasiado com a literatura, siga apenas os seus desejos e intuições.

Não tenha medo, é só um pénis
Muitas raparigas parecem ter medo precisamente por causa dos conselhos que lêem nos livros. Têm medo da sua prestação não estar à altura deles. Ficam com medo do pénis e do facto de poderem não estar à altura da tarefa. Não tenha medo, o pénis não morde e gosta de praticamente tudo o que lhe fizer com a sua língua e lábios. Se a zona estiver bem lavada e até mesmo depilada, não deverá ter qualquer problema. Esqueça os que as suas amigas lhe disseram, já que estas costumam exagerar e gabar-se. Lance-se a ele com entusiasmo e faça-o com prazer.
É verdade, a mulher também pode gostar de fazer sexo oral. Se não gostar, o homem consegue senti-lo. E porque não gostaria de dar-lhe prazer com a sua boca? Ele vai ter prazer e você vai gostar de vê-lo ter prazer. Vai sentir-se bem ao proporcionar-lhe tais sensações e conseguir excitá-lo imenso com a sua boca. Os homens vêm o sexo oral como um grande compromisso. Pode provar que está empenhada fazendo-lhe sexo oral e levando-o à loucura. Acredite, ele vai compensá-la com juros, ou para sermos mais precisos, com beijos apaixonados nas suas partes íntimas.

E se ainda assim não conseguir fazê-lo?
Se ainda tiver problemas em fazer-lhe sexo oral, pode tentar estimular-se com uma mão enquanto o estimula com a boca. Ao acariciar a sua vagina está a encorajar-se a proporcionar-lhe melhor sexo oral. Seria ainda melhor se lhe pedisse para ser ele a fazê-lo. Assim, entrava mais no espírito e centrava-se unicamente no pénis.
Se o pénis do seu parceiro é grande e grosso, pode ter alguma dificuldade em usar a técnica da “garganta funda” e ficar com o maxilar a doer se o fizer durante muito tempo, mas não se preocupe e use as mãos e o peito para ajudar. Use várias combinações e não o apresse para chegar ao orgasmo o mais depressa possível. Normalmente, os homens ficam tão excitados pelo simples facto de lhes estar a fazer sexo oral, que atingem o orgasmo antes de você estar a todo o vapor.

Por A.B.
(PhotoXpress)

Porque é importante


domingo, 12 de outubro de 2014

Miguel Esteves Cardoso, Como é que se Esquece Alguém que se Ama

Como é que se esquece alguém que se ama? Como é que se esquece alguém que nos faz falta e que nos custa mais lembrar que viver? Quando alguém se vai embora de repente como é que se faz para ficar? Quando alguém morre, quando alguém se separa - como é que se faz quando a pessoa de quem se precisa já lá não está? 

As pessoas têm de morrer; os amores de acabar. As pessoas têm de partir, os sítios têm de ficar longe uns dos outros, os tempos têm de mudar Sim, mas como se faz? Como se esquece? Devagar. É preciso esquecer devagar. Se uma pessoa tenta esquecer-se de repente, a outra pode ficar-lhe para sempre. Podem pôr-se processos e acções de despejo a quem se tem no coração, fazer os maiores escarcéus, entrar nas maiores peixeiradas, mas não se podem despejar de repente. Elas não saem de lá. Estúpidas! É preciso aguentar. Já ninguém está para isso, mas é preciso aguentar. A primeira parte de qualquer cura é aceitar-se que se está doente. É preciso paciência. O pior é que vivemos tempos imediatos em que já ninguém aguenta nada. Ninguém aguenta a dor. De cabeça ou do coração. Ninguém aguenta estar triste. Ninguém aguenta estar sozinho. Tomam-se conselhos e comprimidos. Procuram-se escapes e alternativas. Mas a tristeza só há-de passar entristecendo-se. Não se pode esquecer alguem antes de terminar de lembrá-lo. Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma. A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar. 

É preciso aceitar esta mágoa esta moinha, que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução. Quantos problemas do mundo seriam menos pesados se tivessem apenas o peso que têm em si , isto é, se os livrássemos da carga que lhes damos, aceitando que não têm solução. 

Não adianta fugir com o rabo à seringa. Muitas vezes nem há seringa. Nem injecção. Nem remédio. Nem conhecimento certo da doença de que se padece. Muitas vezes só existe a agulha. 

Dizem-nos, para esquecer, para ocupar a cabeça, para trabalhar mais, para distrair a vista, para nos divertirmos mais, mas quanto mais conseguimos fugir, mais temos mais tarde de enfrentar. Fica tudo à nossa espera. Acumula-se-nos tudo na alma, fica tudo desarrumado. 

O esquecimento não tem arte. Os momentos de esquecimento, conseguidos com grande custo, com comprimidos e amigos e livros e copos, pagam-se depois em condoídas lembranças a dobrar. Para esquecer é preciso deixar correr o coração, de lembrança em lembrança, na esperança de ele se cansar.

Miguel Esteves Cardoso, in 'Último Volume'

Algo mais sério,e com o qual até concordo

https://www.facebook.com/protecaocivil.org/posts/645562542208180

MÃE

https://www.facebook.com/video.php?v=400435423438374

Um clássico sempre actual


POR E PARA ELAS




EIS QUE AS MINHAS FILHAS DE VEZ EM QUANDO ME RECORDAM O MOTIVO PELO QUAL EU QUIS CONTINUAR A VIVER...PARA E POR ELAS!!!! ASSIM DO NADA,SEM SER NENHUM DIA ASSINALÁVEL,OFERECERAM ME ESTAS 3 ROSAS ( QUE EU TANTO AMO ) E 4 GERBÉRAS ..... 
Bruna Isabel Lobo e Bárbara Raquel Lobo  amo vos infinitamente!!!