Pesquisar neste blogue

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Ying yang

Ying yang
Parte de mim é luz
Parte de mim é escuridão
Parte de mim é razão
A outra parte só coração...
Não sei se uma parte se esconde na luz
Não sei se a sombra é a razão
Sei que uma não vive sem a outra
São metades dum mesmo pão
Parte de mim é solidão
A outra quer beijar na boca
Parte do ying namora o yang
Mas ambas se magoam
E pela vida a fora vou levando uma parte na outra
Segurando as metades com as mãos
Cara e coroa
Dois lados diferentes de um mesmo coração.
Paula Silva                                                                                

Sem comentários:

Enviar um comentário

obrigada pelo comentário :-)