Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

COMO FAZER O AUTOEXAME DA MAMA

COMO FAZER O AUTOEXAME DA MAMA
Outubro é o mês internacional de Prevenção de Cancro da Mama. Estima-se que na Europa surjam todos os anos 430 000 novos casos e que uma em cada 10 mulheres venha a desenvolver a doença antes dos 80 anos.
Hoje, 30 de Outubro, comemora-se do Dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama. Este é o tipo de cancro mais comum entre as mulheres (à exceção do cancro da pele) e corresponde à segunda causa de morte por cancro, na mulher. Anualmente, só no nosso país, são detetados cerca de 4500 novos casos de cancro da mama e 1500 mulheres não resistem à doença.
No entanto, este tipo de cancro é um dos que têm maior probabilidade de recuperação com sucesso, caso seja detetado numa fase muito inicial. Para isso, é essencial o auto exame da mama!
A melhor altura para realizar o autoexame da mama é aproximadamente uma semana depois da menstruação (no fim do período menstrual). Se não tem uma menstruação regular, deverá realizar, preferencialmente, o autoexame sempre no mesmo dia de cada mês.
Para realizar o autoexame da mama de forma correta devemos colocar-nos de pé em frente a um espelho, com os braços estendidos ao longo do corpo.
Compare as duas mamas, tendo em atenção a forma e o tamanho. Não é invulgar que uma mama seja maior do que a outra. Verifique se as mamas apresentam nódulos ou saliências, observe se houve alguma mudança no tamanho ou aspecto das mamas (como por exemplo a formação de rugas ou pregas, depressões ou descamação da pele). Verifique se os mamilos estão normais (ou, pelo contrário, se estão retraídos ou escondidos). No mamilo, tente detetar a possível presença de nódulos, o aparecimento de algum tipo de secreção ou perda de líquido. Observe as mesmas características mas, agora, com os braços em diferentes posições.
Levante o braço esquerdo. Examine a mama esquerda com a mão direita, pressionando com a ponta dos dedos. Palpe a mama esquerda, de forma minuciosa e calma. Comece pela extremidade exterior, realizando movimentos circulares. Palpe toda a mama. Examine, também, a área próxima da axila, passando pela clavícula, bem como a zona abaixo da mama.
Pressione, suavemente, o mamilo e verifique se existe algum tipo de secreção ou perda de líquido.
Repita os passos 2 e 3 mas, agora, na mama direita.
Repita os passos 2 e 3 nas duas mamas, deitada. Deve deitar-se de costas, com o braço sobre a cabeça e colocando uma almofada (ou uma toalha dobrada) sob o ombro do lado da mama que vai examinar.
E porque uma imagem vale mais do que mil palavras:

                        

Sem comentários:

Enviar um comentário

obrigada pelo comentário :-)